-->

Scientific American traz artigo sobre Bolhas de Fermi

 

 

A edição deste mês da Scientific American traz o artigo que conta sobre as Bolhas de Fermi. O tal achado – que ainda continua um mistério – foi feito pelo telescópio Fermi da NASA. Alguns apostam que o buraco-negro central estaria em erupção, ocasionando um “jato” que formaria essas  bolhas, de 25.000 anos-luz cada de tamanho.

 

O que são?

As bolhas formam uma estrutura que abrange mais da metade do céu visível, que vai da constelação de Virgem até a de Guindaste. A estimativa é de que tenha alguns milhões de anos de idade.

 

Do que são formadas?

De fato são bolhas enormes de raios gama provavelmente remanescentes do buraco-negro central da Via Láctea. Ao todo, já se passaram 4 anos de pesquisas e muitas perguntas não foram respondidas.  A mais aceita são “jatos” do buraco-negro que estão formando as bolhas numa possível erupção.

Outra explicação seria que as bolhas são resquícios de uma outra galáxia: gases do bojo central galáctico. “Em outras galáxias, vemos que as explosões de estrelas podem levar a enormes fluxos de saída de gás”, disse David Spergel, cientista da Universidade de Princeton, em Nova Jersey (EUA). “Qualquer que seja a fonte de energia que está por trás dessas bolhas enormes, a mesma está relacionada com as questões mais profundas da astrofísica.”

 

Leia mais: http://bit.ly/Ypn5Qc http://bit.ly/1riAVAG Edição deste mês (Ago/2014) da revista Scientific American

Autor(es):

Yara Laiz Souza

Sou graduanda de Ciências Biológicas e pesquisadora da área de Genética Populacional, apaixonada por astronomia e pipoca.

Todas as postagens do(a) autor(a)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.